Compromisso, 144

Compromisso

Parar e pensar; compromisso; qual o maior, o principal, o essencial.

Não é com a sociedade.

Não com o outro.

Não com o trabalho.

Não com o tempo, nem com a agenda.

É consigo mesmo pois é com Deus e com Jesus, Quem mesmo nos afirmou isso , de que somos Deus em essência.

Compromisso e comprometimento,  bons e complementares.

O universo não caminha sem essa engrenagem. Ou roda em falso por assim dizer. Cada um de nós entendendo  sua importância no contexto e sabendo que não chegaremos a lugar nenhum sem nos ajudarmos todos.

Não há uma só alma que será deixada para traz.

Entendimento e compreensão são as bases do grande compromisso coletivo, esse mais intenso, além do individual.

Te compromete a pensar desse jeito. Quem sabe tudo não melhora.

Amar o próximo como a ti mesmo e a Deus acima de tudo.

Fiquemos em Deus

Quinto Zili

Conversas, 253

Conversas

Convívio, relacionamento

Comportamentos do ser

Em todo tempo

De cedo ao anoitecer

 

O que se diz por aí

E o  que se ouve falar

Faz sentido a ti

Me remete também a pensar

 

Os fatos que se conta e se escuta

E isso  vira e repete

Que entre dois é permuta

Um só tête à tête

 

Se séria é conselho

Se branda é ajuda

Mas se for como relho

É conversa muda

 

Falar e ouvir é bem natural

Espontâneo aos corpos afinados

Parece coisa material

Mas é o espírito  a reter significados

Quinto Zili

Cego,220

MENSAGEM ESPÍRITA, POEMA, PRECE & POESIA

Cego

Tempo faz que tempo voa, da minha janela vejo que o sino soa, mas fico à toa se não vejo o céu, parece que sou cego, no meu olho um véu. Me apego no que não me torna morto, ou nego, não me quero torto, e saber que só sou cego quando quero, ou no aborto de quando me altero.

Viver não é fácil não. Ser são é bom, mas na verdade, de antemão, o melhor mesmo é ser sem defeito e dar-se um jeito de bater no peito e dizer sou bom de alma e não só do que sou feito. Deus me fez todo perfeito, mas sempre causo efeito, ousando no desrespeito a esse Pai que me deu o leito. E o pão a que tenho direito é feito tudo para que eu seja bom e perfeito.

Se eu fosse cego do meu corpo, talvez desse mais…

Ver o post original 68 mais palavras

Crescer, 402

Crescer

Almejar a felicidade

Pungir a dor

Contemplar a totalidade

Plenitude de valor

 

Conquistando e evoluindo

Assim queremos ser no crescer

Vivendo no conforto

Desfrutando do bem absorto

 

Contradição elementar

As provas que buscamos

Antes de aqui chegar

É a evolução da qual vislumbramos

 

Sem dor será difícil crescer

Sem adaptações quase impossível

Melhor caminho requer dedicação

Ajudas de bons amigos essencial então

 

Turvam-se as vistas do espírito

Embasbacam-se nossas premissas

Perdemos o rumo, deixamos seguir

Nossa correção virá no porvir

 

Acertar o prumo

Virá por certeza o rumo

Gastar mal o livre arbítrio

Retomar o eixo será com atrito

Quinto Zili

Frutos, 394

Frutos

Rebentos da natureza

Ofertas de Deus, caridade

Eles nos alimentam

Além da necessidade

 

A essência dos frutos

Com tudo que se oferece da terra

Vem com o fluido

A água, o meio que os encerra

 

Linhagem é a essência

Do que cada um pode ser

Cada árvore guarda do que ter

Maça não é tomate por excelência

 

Do ventre pode-se o mesmo afirmar

Mas é da matéria que se pode falar

Cada alma ser espiritual

Legado de Deus, cada ser universal

 Quinto Zili

 

Luxo, 473

Luxo

Pode parecer exagero

E mero supérfluo

O luxo como tempero

O contraponto do lixo

 

Sofisticar e ousar

Às vezes foi preciso

Para diferenciar

O apagado do elísio

 

Demonstrar na aparência

Pode ser necessário

Às vistas impressionar

O peixe vender sem o precário

 

Não foi esse o luxo de Jesus

O impusemos o lixo na cruz

Mas o que Ele veio nos trazer

Nada tinha a ver com esse tipo de crer

 

Ele nos trouxe sim o maior luxo

Nos mostrou Deus verdadeiro

Em todos os sentidos, no total fluxo

Até a beleza no significado daquele madeiro

 

Só nós mesmos que não fomos capazes

De entender o que o luxo para o Mestre representava

Fomos ignorantes pertinazes

Olhamos o exterior, menos o que realmente importava

Quinto Zili

Púlpito, 536

Púlpito

Acima do povo se encerra

Majestoso, ao orador donde se falar

Dizer maravilhas a seu público

Fazendo todos calar

 

Odes e provérbios

Estrofes e discursos emocionantes

Orgulhos da palavra

Pungindo tudo que veio antes

 

Público muito atento

Parecia um sábio a se expressar

Quase nada de entendimento

Palmas soaram ao terminar

 

Assim são os púlpitos

Públicos e impressionantes

Por si só tocam os súditos

Sabem que lá o orador será sempre marcante

 

Jesus porém não ia a púlpito nenhum

Pregou mesmo ao rés do chão

Falava sempre ao povão

Pareceu como Deus se passando por ser comum

Quinto Zili

 

Evany, irmã querida

Oi Evany, hoje estive aqui

Feliz em te ver como a vi

Como você está bem

Como sua vida segue bem e além

 

Sim, você foi além das provas

Superou as expiações

Venceu seus resgates com sobras

Teu espírito distribuiu perdões

 

Assim é você minha querida

Que também me criou como filho

Minha irmã nesta vida

Que linda! Que vingaste no trilho

 

Tens muita sensibilidade

Nossos pais enxergaram bem isso

E o Chico te ajudou em verdade

E venceste até o corpo enfermiço

 

Teus mentores se alegram

Nossa família também

Todos que hoje te cuidam

Terão recompensas que convém

 Quinto Zili

Sorte

 

Sorte

Ganhar ou perder, dinheiro na certa

Apostar pouco ou apostar muito

Vício ou não, tentativa esperta

Atalho pedido, desejo fortuito

 

Te enganas saber do desejo maior

Pedes com o empenho de motivo justo

Precisas da ajuda que venha superior

Para realizar promessas de mais alto custo

 

De verdade o que queres é folga da vida

Que caia do céu o premio geral

E exorta que vai se manter na sua lida

De humilde ricaço, não demonstrando tal

 

Bem entende o Pai que tu pedes errado

Teu desejo te distrai de teu melhor caminho

Mas com a tua insistência tomas cuidado

Sorte ou azar, porás tua vida em definho

Quinto Zili

157

 

Poema para minha filha, 153

Poema para minha filha

Querida pequena, doce boneca minha

Nasceu do amor, feita bela princesa

Chorou de bebê, nasceu pequenina

No ventre da mãe era chama acesa

 

A vida nos trouxe você a nossos braços

Pra cuidar e velar, educar pra crescer

Veio ao mundo por nós pra guiarmos seus passos

De filhinha bondosa, olhos verdes de ver

 

Nosso amor é imenso por teu existir

Trouxe mais compreensão entre nós, podes crer

Todo dia é surpresa, conviver, te sentir

Temos toda certeza, teu futuro é crescer

 

Nos faz bem repetir, olhos verdes chegou

Com furinho no queixo, chama nossa atenção

Faz estrela e pula, uma artista em ação

 

Seus desenhos, que poesia, você mesmo os cria

Trouxe muita pureza para o meu coração

Será sempre a filha de nossa paixão

 

Cara Francesca, la nostra principessa.

Quinto Zili

Lixo mental II, 152

Lixo mental II

Nosso lixo mental sortido

Variamos os temas, sofisticamos

Além do agir errado

Por traz muito pensamento fermentamos

 

Tudo vai bem num belo dia

Então vem o apelo por mais um querer

Bastava continuar no vigiar que havia

Não frustrar, inquietar, nem rondar a agonia

 

Incompleto ou repleto, passamos viver

De um momento a outro tensão do nada

Vislumbrar um querer, criar o temer

O só ser agora, não satisfaz a jornada

 

Pensar por pensar é bobeira na certa

Fosse assim, melhor seria nada fazer

Criar fantasia embaça a alma desperta

O lixo criamos na mente, no ser

 

Lixo mental não é só o do mal

Muito sonhar à toa deixa o mesmo resíduo

Pensamento do bem sem trabalho braçal

Vira entulho também ao nosso indivíduo

 

Muito lixo mental, maior que o material.

Psicosfera poluída.

 

 

 

 

Lixo mental, 151

Lixo mental

Pensamento solto, elo frágil

Ideias tolas, vigília quebrada

Não tolera o serpenteio

Mente que opera contaminada

 

Entre espasmos de saúde

Uma e outra pincelada

Leva e traz revolta amiúde

Já no ódio foi tragada

 

Superar o fel da ira

Suportar pressão demasiada

Quase chama, fogo  em pira

Quebra o lacre, explosão deflagrada

 

Se não te agrada estes versos

Faz de conta que não é contigo

Sofre e clama por gestos reversos

Do algoz que parece inimigo

 

Triste mote deste pensamento

Que é tóxico e insuportável convívio

Falta a via do saudável alento

Lixo mental destruir para o alívio

Quinto Zili