Escolhas, 186

Escolhas

O céu escolhe o mar no horizonte

As estrelas escolhem o céu no infinito

Nossos pés escolhem o chão rasante

Nossa mente o saber, o mais bonito

 

Criança prefere a mãe logo que nasce

A mãe dá leite ao filho, do próprio peito

Pai e mãe se escolhem e vem o enlace

Família monta a casa do seu jeito

 

A gente escolhe um deus que imaginamos

No bem um velhinho como um Noel

No mal um bruto com quem nos estranhamos

E a vida nos mostra o real sem o véu

 

Que Deus, o Único, também te escolheu

Te criou e Te deu todas as oportunidades

Escolhestes umas boas, outras nem mexeu

Recolhe os bons frutos e deixa as maldades

 

Acolhe e não escolhe de agora em diante

Faz o que o Cristo deixou em exemplo

Não perdes mais tempo ficando distante

Melhor das escolhas, o amor como templo

Quinto Zili