Senhor Pai, 42

Senhor Pai

Querido Pai Celestial, nosso Deus.

Deixa-me sentir vossa presença em mim de todas as maneiras além da dor do aprendizado, pela alegria por vos servir e de ser reconhecido como vosso filho.

Sou uma das bilhões de células de vosso corpo. Já estive mais doente mas hoje sinto que a tessitura de vossa essência me acolhe melhor.

Falar do Senhor é como querer contar as estrelas, como tentar juntar todos os grãos de areia, como condensar todo o ar que respiramos. Somos pequenos demais também mas ainda nos sentimos muito importantes e isso nos faz menos úteis além do necessário.

Nossos entendimentos quanto à humildade e à personalidade permanecem distorcidos. Não conseguimos ser as células trabalhadoras incansáveis. Nos tomamos por seres maiores, centrais, opressores de outras células, orgulhosos e cansados. Na maior parte de nossas existências encarnadas levamos dois terços do tempo a retomar o fio da meada de nosso processo evolutivo . Achar onde paramos da última vez.

Senhor Pai, nos perdoe sempre.

Quinto Zili

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s