Acordo de Paz, 30

Acordo de paz

As lutas e batalhas são diárias. E a guerra parece ser interminável.

Para chegarmos aonde?

Transformação é a senda nova a se criar todo dia e alterar o padrão dessa inquietante sina.

Aquele que passa a vida em trincheiras realmente percebe na existência apenas o cenário de lutas e destruição. A mente de um soldado ao ser enviado para o front, é de matar ou morrer, e assim, quando sobrevive, se compraz de ter matado com a santa desculpa da própria defesa e o perdão natural de Deus que tudo viu mas permitiu que assim transcorresse. Vemos como somos o próprio mal escorado pelo bem maior. Então, se encaramos a vida desse jeito no cotidiano de uma encarnação, também sempre usaremos o mesmo tipo de álibi em repetição do modelo de destruição.

A questão então era outra. Imaginemos que a vida nos dissesse todos os dias: vai e transforma o front em alívio para teu inimigo! Dá a ele a oportunidade de te olhar de outra forma e terminarem o dia celebrando um acordo de paz e no outro dia a mesma coisa.

Transformar tudo, a todo momento e vai ver como tudo é diferente.

Amor; é amar a vida, a cada instante.

Quinto Zili

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s