Esmola, 259

Esmola

Atitude de amparo

Ajuda humana pro bono

Lampejo de reparo

Das hostes do abandono

 

Poder de desapego

Atitude de humildade

Não vale agir com medo

Se trata de caridade

 

Desprezar o humilde pedinte

Se ver livre do incômodo

Não é honesto requinte

Essa esmola revela abandono

 

Terás de dar do que te falta

Como o óbolo da viúva representa

Se é mera sobra em tua pauta

Esforço barato que tua vaidade acalenta

 

Para quem pede, difícil postura

Para quem doa só vale com amor

Comunhão de boaventura

Foi Deus a unir quem pede e doador

Quinto Zili

Avós, 260

Avós

Não conheci os meus

Não tive esse prazer em criança

Via todos meus amigos com os seus

Me via quase sem esperança

 

O carinho do colo de um avô

A meiguice do sorriso de uma avó

Não ter o privilégio do convívio me deixou

Um órfão neto que a mim trouxe dó

 

O que me faltou por exato não sei

Só sei que um recanto de avós não tive

E isso me deixou um buraco talvez

Algo roubado da infância revive

 

Mas como toda boa criança

Respirei fundo e fiz as compensações

Meus pais troquei por avós em nova crença

Irmãos mais velhos troquei por pais nas emoções

 

Cingindo tudo e então misturando

Deus nos dá sempre e nunca tira

De um jeito ou de outro vamos criando

Uma vida de riqueza, só apuremos a mira

Quinto Zili

Flores, 397

Flores

Se tem beleza natural

São flores nas vidas

O homem as vê

As planta, queridas

 

Natureza a divina mãe

Onde tudo floresce

Uma semente, Sol e água

Está feito, como prece

 

A prece da beleza

Da sabedoria dos milênios

Registros da natureza

Banquete de gênios

 

Postas aos olhos

Flores multicoloridas

Frescor e aromas mil

Riquezas que fluem sem fio

 

O mundo é melhor com elas

Flores demonstram o amor à vida

Enternecem e até florescem na pedra

Para o espírito o bem que medra

Quinto Zili