Pedras, 84

Pedras

Se os seixos não rolassem os rios teriam que alterar seus cursos. Então se nem as pedras ficam paradas porque nós ficaremos. E se as pedras evoluem no sentido do seu movimento não seremos nós os contrários.

Pequenas ou grandes e mesmos os ciscos, a natureza os formou e todos vieram do puro caos e das altas temperaturas. E suas posições dependem do tamanho dessas hecatombes para só depois de um longo refrigério se fixarem como as vemos hoje.

Dezenas, centenas, milhares, milhões e bilhões de anos.

Transformações longas e traumáticas fizeram da nossa Terra o grande astro bilenar em que vivemos neste universo divino. E temos pressa com as pedras. Temos pressa de mudar o mundo a nossa volta sem entender nada sobre o lento movimento das pedras. Sim, aquele seixo do rio que hoje está ali mas amanhã não mais e quando menos esperamos se o calhau não se moveu um rio mudou de curso ou uma barragem se formou.

Deus de nosso universo, perdoa nossa presunção e pretensão de tentar imitá-Lo sem que ainda nem saibamos entender as pedras. E até as chutamos.

Quinto Zili

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s