Luxo

Falar sobre o luxo

O tal que muitos querem

Enquanto outros não tem nem pro bucho

Assim que os seres, entre si, se ferem

 

Ostentação ou poder

Ou só um certo luxo

À guisa do prazer de se ter

Que acaba gerando mais empuxo

 

Sanha e ânsia

Acumular não basta

Ouros e brilhantes em abundância

Tudo que da moral se afasta

 

Que dinheiro chama dinheiro, se falar

Como também é rio que corre pro mar

Quem nasce virado pra Lua

O luxo é no material que se situa

 

E onde fica tudo isso na nossa moral

Em nossas vidas, o lado espiritual

Se nada levamos desse luxo material

Que lá atua como peso na casa mental

 

Quem está à serviço do materialismo

Que quando morre requer imediatismo

Só que não, na pátria do céu, só o amor tem vez

O luxo lá não existe, onde só fica se mereceis

Quinto Zili

957

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s