Dinheiro

O que falta à muita gente

Quase o lugar comum

O quadro abrangente

Às vezes sobra a outro ou um

 

Dinheiro é essencial

Para a maioria

Nesta vida material

O papel pintado da alegria

 

Vindo do trabalho é conquista

Justo e sem prejuízo de ninguém

E porque Jesus não o põe no topo da lista

Sua fortuna é o amor, não o valor do vintém

 

Dinheiro não traz felicidade

Nem a compra, nem dela nos aproxima

Dar do que não sobra é prova de caridade

E a sua falta é expiação que ensina

 

Só é bom o recurso que circula

Seu acúmulo é como água parada

No fim dá bicho, mata e anula

No plano espiritual dinheiro não vale nada

Quinto Zili

1166

Dinheiro

Esse papel colorido e pintado

Que manda no mundo que habitamos

Com rostos e bichos impressos em cada lado

No dólar até inscrito, que em Deus confiamos

 

Quanto mais o temos

Mais o ter o queremos

Quem nem um pouco o possui

Lamenta que Deus o exclui

 

O dinheiro não é mais que um símbolo

Mas remunera o justo trabalho

Se muito fácil no entanto ele vem

Geralmente se vai pelo mesmo atalho

 

Ele não é do mal

Nem tampouco do bem

É como usar o sal

O abuso jamais convém

 

Dinheiro não tem moral

Mas não é só culpa dele próprio

A riqueza é de um poder fatal

Sem equilíbrio ela se torna o ópio

 

Que com o dinheiro não mais briguemos

E nem por ele, ainda menos

Talvez um dia sem ele viveremos

Mas hoje ainda é a moeda de troca que temos

Quinto Zili

954